Na primeira neve que cai em Oslo, na Noruega, um boneco de neve aparece misteriosamente no jardim. É o sinal de que um serial killer vai agir naquela casa, que tem a vítima preferida dele: mulheres casadas, com filho único.

O detetive Harry Hole é então designado a cuidar do caso e, como único especialista em seriais killers da Noruega, encontra pistas de que o alvo pode ser ele. Com uma equipe e uma nova parceira: Katrine Bratt. Hole vai tentar chegar na frente do criminoso e descobrir o que aconteceu com as mulheres desaparecidas nas páginas de Boneco de Neve.

Lançado em 2007, foi só no final de 2013 que a sétima aventura de Harry Hole chegou ao Brasil pela editora Record. Jo Nesbø consegue manter a atmosfera que “persegue” Hole, um ex-alcoólatra que tenta se manter longe das bebidas e tem uma relação estranha com a ex-namorada Rakel Fauke, que já está em outro relacionamento. Um tanto anti-social, o detetive lembra os clássicos do noir como o detetive Sam Spade (O Falcão Maltês).

Falar mais sobre a trama pode revelar alguns segredos importantes da história. O que o leitor precisa saber é que Boneco de Neve é um excelente exemplar de thriller policial. A narrativa é ágil e fluida, fazendo com que a leitura seja prazerosa. Nesbø é hábil em contar histórias policiais e cria personagens muito bem construídos – marca registrada do escritor -, sem tantos estereótipos comuns ao gênero.

Que a editora Record traga as três últimas aventuras de Harry Hole, Panserhjerte, Gjenferd e Politi, para o Brasil.

PS: os direitos do livro já foram comprados por Hollywood e Martin Scorsese vai dirigir o longa. O problema é que desde 2011 não se fala mais no filme e Jo Nesbo tem se irritado com essa demora. Só nos resta esperar que chegue as telas pelas mãos de Scorsese, que faria um excelente trabalho.

Título: Boneco de Neve
Autor: Jo Nesbø
Editora: Record
420 páginas
R$ 40,00

Tags: ,

Deixe seu comentário