Biografia de Tranquilino Bastos é lançada nesta quinta

postado por Andreia Santana @ 10:16 PM
11 de outubro de 2011

O Semeador de Orquestras – História de um Maestro Abolicionista, do jornalista Jorgem Ramos, será lançado em Salvador nesta quinta-feira, dia 13, às 19h30, no foyer do Teatro do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb – Federação).

A obra é uma biografia do maestro Tranquilino Bastos, construída a partir das histórias contadas pelas filhas dele, explica Jorge Ramos. Segundo o autor, como o maestro já é falecido há 76 anos, poucas fontes ainda estão vivas para resgatar a história do músico empreendedor. Mais de 95% das informações foram baseadas em documentos históricos, cartas pessoais, anotações expressas em documentos familiares, em livros e jornais antigos da cidade, enumera Ramos.

A narrativa começa com as comemorações da assinatura da Lei Áurea, em 13 de maio de 1888, quando Tranquilino desfilou pela cidade à frente de sua filarmônica e acompanhado por uma multidão que festejava o fim oficial da escravidão.

Para compor a obra, Ramos reconstituiu a vida do artista e sua filarmônica; além dos cenários político, econômico, social e cultural da cidade, durante os séculos XIX e XX. Um CD acompanha o livro e traz músicas compostas por Tranquilino Bastos, incluindo hinos, composições sacras e música de câmara.

O lançamento da biografia, que teve apoio do IPAC – Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural – e da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) via editais, também ocorrerá em Cachoeira, no sábado (15), às 19h, na última noite da I Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica.

Ficha Técnica:

Semeador de Orquestras – História de um Maestro Abolicionista

Autor: Jorge Ramos

Editora: Solisluna

210 páginas

R$ 50,00 – inclui livro e CD

Tags: , , , , , , , , , ,

Uma Resposta to “Biografia de Tranquilino Bastos é lançada nesta quinta”

  1. DERBLAY DE ALMEIDA  Says:

    Sempre que abro páginas da Internet e que vejo o livro do meu bisavô, o maestro Manoel Tranquilino Bastos não posso deixar de agradecer ao jornalista Jorge Ramos pelo trabalho excelente de reconhecimento dos préstimos que deixou o grande maestro Tranquilino para o Brasil. Tenho presenteado os meus amigos, principalmente os músicos. Exemplo: Ronaldo do bandolim, Jorjinho do pandeiro, Antônio Rocha, André, Toni, Jorge Filho, todos do famoso conjunto Época de Ouro. E tantos outros músicos já presenteei.Obrigado, amigo Jorge Ramos e família

Deixe seu comentário