LeYa publica no Brasil autobiografia de Johnny Cash

postado por Andreia Santana @ 4:40 PM
23 de agosto de 2013

A autobiografia de Johnny Cash, considerado uma lenda da música country, chegou ao mercado editorial brasileiro este mês pela LeYa, para os fãs do gênero e os interessados em conhecer a vida conturbada do artista. Cash traz a história de vida e a carreira de um homem atormentado e seus três grandes vícios:  anfetaminas, música e amor.

Considerado dono de uma personalidade intensa, verdadeira, rebelde e contestadora, Johnny Cash é dito ainda como um fora de lei mal encarado, mas na verdade escondia uma alma romântica e sonhadora.

O livro foi escrito por Johnny Cash, com a colaboração do jornalista Patrick Carr, em 1997, e relata as memórias de alguém que viveu a vida intensamente. Narrado em primeira pessoa, Cash relembra a infância pobre do autor – que prefere ser chamado de John -, a relação com a família e a religião, o início da carreira, o encontro destruidor e quase mortal com as drogas, as histórias das estradas por onde andou com o Unit One, o “ônibus preto do Homem de Preto” (ele só se vestia de preto para as apresentações) e o encontro com a cantora June Carter, que mudou o rumo de sua vida.

A obra também apresenta a discografia de Cash e a edição brasileira inclui álbuns gravados após o lançamento de 1997 e a morte de Cash, em 2003.

Ficha Técnica:

Cash – a autobiografia de Johnny Cash

Autores: Johnny Cash e Patrick Carr

Editora LeYa

280 páginas

Preço: R$ 39,90


Editora Lafonte lança biografia de Eric Clapton

postado por Andreia Santana @ 4:19 PM
10 de novembro de 2012

O livro Clapton –- A História Oficial Definitiva, de Chris Welch, lançamento da Editora Lafonte, chega ao mercado editorial brasileiro agora em novembro e apesar do preço salgadinho, promete agradar aos fãs e apreciadores do rock e do músico. A história de Clapton, autor de pérolas do cancioneiro roqueiro como While My Guitar Gentle Weeps (em parceria com George Harrison, dos Beatles), vem recheada de fotos, imagens de suas guitarras, pôsteres de shows e outros itens que fazem a alegria de colecionadores.

Em 256 páginas, divididas em 11 capítulos, o livro de Welch convida o leitor a uma viagem ao mundo de Eric Clapton, nas cinco décadas de sua carreira, que inclui passagens por bandas como The Yardbirds, Blues Breakers de John Mayall, Cream, Blind Faith, Plastic Ono Band, Bonnie & Delaney; Derek and the Dominos, além de participações em eventos especiais como o Concerto para Bangladesh, Last Waltz, Live Aid, Secret Policeman’s Other Ball, entre outros.

O autor também apresenta momentos marcantes da vida pessoal de Clapton na infância e na juventude, além de uma série de problemas e crises emaranhadas ao vício em álcool e drogas, durante um período de sua carreira. Como não poderia deixar de ser, em uma biografia que se pretende definitiva, a obra destaca assuntos dolorosos como a trágica morte do filho Conor, de quatro anos, e que inspirou o artista a compor a belíssima e angustiante Tears in Heaven. Conor caiu da janela do 53º andar de um prédio residencial, em Nova Iorque,

Ficha Técnica:

Clapton – A História Oficial Definitiva

Autor: Chris Welch

Tradução: Silvia Mourão

Editora: Lafonte

256 páginas

Preço: R$ 120,00


Rihanna também ganha biografia

postado por Andreia Santana @ 11:01 PM
6 de fevereiro de 2012

Depois do blog anunciar a chegada ao Brasil da biografia da cantora Adele, é a vez de Rihanna também ganhar um compêndio sobre sua vida e carreira em língua portuguesa. Considerada uma das cantoras mais bem-sucedidas da atualidade, Robyn Rihanna Fenty, natural de Barbados, acaba de ganhar biografia em lançamento da Matrix Editora. Rihanna – Uma Vida de Sucesso foi escrito por Sarah Oliver, jornalista britânica especialista em celebridades, e conta a história da cantora, abordando desde a infância e início da carreira até os momentos menos conhecidos, como a difícil relação com o pai, as brigas em casa, as aventuras com os amigos e todos os altos e baixos da vida pessoal e profissional, sem faltar claro, o turbulento namoro com Chris Brown.

Rihanna começou a carreira aos 16 anos e foi a cantora mais jovem a assinar um contrato com a gravadora Def Jam, depois de ter enviado a sua gravação demo para Jay-Z, presidente da companhia na época. Seu single de estreia, Pon de Replay, conquistou a 2ª posição nas paradas musicais dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Mas o livro não fica só nos detalhes da carreira ou no talento precoce da menininha que cantava desde os três anos de idade, usando escovas de cabelo como microfone improvisado. Costurando os fatos da trajetória profissional com a vida pessoal atribulada da cantora, o livro traz também detalhes pitorescos para a alegrar qualquer fã, como os apelidos de infância e as travessuras como roubar maquiagem da mãe ou vender acessórios e doces para as colegas de escola.

Ficha Técnica:

Rihanna – Uma Vida de Sucesso

Autora: Sarah Oliver

Matrix Editora

258 páginas

R$ 39,90


Livro sobre Mestre Pastinha é lançado nesta sexta

postado por Andreia Santana @ 11:33 PM
26 de janeiro de 2012

Dica boa de programa para quem gosta de literatura, biografias, capoeira e cartoon, tudo num pacote só! O livro Pastinha – O menino que virou mestre de capoeira, do jornalista José de Jesus Barreto e com ilustrações do cartunista Cau Gomez, será lançado nesta sexta-feira, dia 27, às 18h, na Livraria Cultura do Salvador Shopping (Av. Tancredo Neves). A obra infanto-juvenil, publicação da Solisluna Editora, resgata a infância de Vicente Joaquim Ferreira, ou Pastinha (1889-1981), um dos grandes mestres de capoeira da Bahia. Com um texto leve e muitos desenhos que reproduzem cenas da infância do mestre e da “velha cidade da Bahia”, a obra conta como um garoto franzino conseguiu transformar-se em uma lenda viva.

Nesse link , leia um trecho da obra e viaje nos desenhos magistrais!

Ficha Técnica:

Pastinha – O menino que virou mestre de capoeira

Autor: José de Jesus Barreto

Ilustrações: Cau Gomez

Solisluna Editora

32 páginas / R$ 35,00

 

 


Biografia lembra 30 anos da morte de Elis

postado por Andreia Santana @ 12:52 AM
14 de janeiro de 2012

Agora em janeiro completam-se 30 anos da morte de Elis Regina e para lembrar a data, a LeYa Brasil lança Furacão Elis, da jornalista Regina Echeverria (autora também das biografias de Gonzaguinha e Cazuza), em edição revista e ampliada. A obra de pouco mais de 250 páginas é considerada uma das mais completas biografias da cantora, que nasceu em Porto Alegre, em 1945, e começou a cantar aos 11 anos,  no programa Clube do Guri, da rádio Farroupilha.

O livro de Regina Echeverria conta a trajetória de Elis desde a primeira apresentação, ainda na infância, até o sucesso, sem deixar de fora os altos e baixos de seu temperamento passional, o abuso de álcool e drogas e os amores que teve. Elis vivia intensamente e isso aparecia em sua música. A intensa forma de “interpretar” as canções é uma marca registrada única dessa artista que é considerada por alguns críticos como a melhor cantora brasileira.

Elis Regina morreu aos 36 anos, de forma precoce, por uma overdose.

Ficha Técnica

Furacão Elis

Autora: Regina Echeverria

272 páginas

Editora LeYa Brasil

Preço: 39,90


Biografia para os 23 anos de vida de Adele

postado por Andreia Santana @ 7:24 PM
8 de janeiro de 2012

O recordista de biografado mais jovem da atual safra de celebridades relâmpago talvez seja a estrela teen Justin Bieber, que teve direito até a documentário. Agora, é a vez de Adele, que aos 23 anos, quatro de carreira e dois grammys na estante, ganha a sua primeira biografia. Adele – uma vida, publicado em português pela LeYa Brasil, traça a trajetória da artista desde a sua infância até o auge. Tem toda a pinta de caça-níquel, para explorar a paixão e o bolso dos fãs da cantora, que é de fato muito talentosa, mas biografia, gente?! Aos 23 anos, uma vida?!

Tudo bem que a moça tem uma belíssima voz, suas letras sobre dor de cotovelo são, inclusive, autobiográficas, mas acabam servindo também para consolar outros abandonados (as) mundo afora (super me identifico) e ela ainda conseguiu, com sua beleza clássica de musa de Botero, firmar-se como diva em um mundo cada dia mais anoréxico. Ponto positivo para a autoestima das meninas pluz-size! Ainda assim, continuo teimosamente perguntando: biografia?!

A bio de Adele foi escrita por Chas Newkey-Burden, também autor dos livros sobre as vidas de Justin Bieber, Stephanie Meyer (a criadora da saga Twilight) e de Amy Winehouse. Desculpem, mas não dá para levar a sério, e olha que eu gosto de Adele e também gosto de Amy, as duas tocam direto no meu playlist.

O livro traz informações que com certeza os fãs da artista encontram na internet com facilidade, mas como fã que é fã paga por essas coisas, a obra começa bem do começo: infância, as primeiras letras compostas por ela na adolescência, a divulgação inicial das suas canções no MySpace e claro, explora à exaustão os foras que a garota levou. Mas, para conhecer esse capítulo da precocemente malfadada vida amorosa de Adele não basta ouvir as letras da artista com atenção?

Para quem acha que não poderá passar sem ler:

Ficha técnica

Adele – uma vida

Autor: Chas Newkey-Burden

212 páginas

Preço: R$ 29,90


Geração lança biografia de Neil Gaiman

postado por Andreia Santana @ 11:53 PM
13 de dezembro de 2011

O homem é multitalentoso, sem dúvida. É escritor, roteirista de cinema e TV, autor de HQs, blogueiro, cineasta e pai de família. De quem estou falando? Perdoem o tom babação do post, mas é do meu muso: Neil Gaiman, cuja biografia sai publicada no Brasil neste final de ano pela Geração Editorial.

Fenômeno da cultura pop, amado por leitores (e sobretudo leitoras), considerado um dos 10 maiores escritores pós-modernos ao lado de Thomas Pynchon e William Burroughs, Neil Gaiman, britânico radicado nos Estados Unidos, é personagem principal das 660 páginas de Príncipe de Histórias: Os Vários Mundos de Neil Gaiman. O prefácio da obra é assinada por outro muso, Terry Prachett.

No livro, além dos dados biográficos, é possível conhecer detalhes da trajetória profissional de Neil Gaiman, autor que quebrou tabus e transpôs fronteiras ao elevar os quadrinhos ao status de obra de arte literária. É atribuída a ele a “invenção” da graphic novel e tudo graças a Sandman, saga considerada um ícone do gênero.

O biografado - Dividida em doze partes, a biografia mostra desde o apreciador fanático de sushi, sempre vestido de preto, ao criador do Fundo de Defesa Legal dos Quadrinhos (Comic Book Legal Defense Fund).  Nascido em 1960 em Portchester, Inglaterra, Neil Gaiman foi um leitor ávido de literatura de fantasia desde criança, tendo contato desde cedo com os universos de  J.R.R. Tolkien e C.S. Lewis. Começou a carreira como jornalista e foi crítico de cinema e música; além de ter publicado um livro sobre a banda Duran Duran no começo da carreira. A trajetória nos quadrinhos começou na DC Comics, com Orquídea Negra e Monstro do Pântano, personagens que ressuscitou para a editora. Mas foi Sandman que o tornou mundialmente conhecido e garantiu o World Fantasy Award (o Oscar dos quadrinhos). No cinema, ganharam notoriedade a animação Coraline, homônima a um livro infanto-juvenil de Gaiman, e o cult Máscara da Ilusão. A estreia no gênero literatura fantástica aconteceu com Lugar Nenhum, que bebe na fonte de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, mas com elementos góticos, mitologia e cultura pop. Entre seus maiores sucessos literários estão ainda Deuses Americanos e Os filhos de Anansi. Junto com Terry Prachett escreveu também o hilário e encantador Belas Maldições.

Ficha Técnica:

Príncipe de Histórias: Os Vários Mundos de Neil Gaiman

Autores: Hank Wagner, Christopher Golden e Stephen R. Bissette.

Tradutor: Santiago Nazarian

660 páginas

Geração Editorial

Preço: R$69,90


Biografia de Tranquilino Bastos é lançada nesta quinta

postado por Andreia Santana @ 10:16 PM
11 de outubro de 2011

O Semeador de Orquestras – História de um Maestro Abolicionista, do jornalista Jorgem Ramos, será lançado em Salvador nesta quinta-feira, dia 13, às 19h30, no foyer do Teatro do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb – Federação).

A obra é uma biografia do maestro Tranquilino Bastos, construída a partir das histórias contadas pelas filhas dele, explica Jorge Ramos. Segundo o autor, como o maestro já é falecido há 76 anos, poucas fontes ainda estão vivas para resgatar a história do músico empreendedor. Mais de 95% das informações foram baseadas em documentos históricos, cartas pessoais, anotações expressas em documentos familiares, em livros e jornais antigos da cidade, enumera Ramos.

A narrativa começa com as comemorações da assinatura da Lei Áurea, em 13 de maio de 1888, quando Tranquilino desfilou pela cidade à frente de sua filarmônica e acompanhado por uma multidão que festejava o fim oficial da escravidão.

Para compor a obra, Ramos reconstituiu a vida do artista e sua filarmônica; além dos cenários político, econômico, social e cultural da cidade, durante os séculos XIX e XX. Um CD acompanha o livro e traz músicas compostas por Tranquilino Bastos, incluindo hinos, composições sacras e música de câmara.

O lançamento da biografia, que teve apoio do IPAC – Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural – e da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) via editais, também ocorrerá em Cachoeira, no sábado (15), às 19h, na última noite da I Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica.

Ficha Técnica:

Semeador de Orquestras – História de um Maestro Abolicionista

Autor: Jorge Ramos

Editora: Solisluna

210 páginas

R$ 50,00 – inclui livro e CD


Leya Brasil lança biografia de J.D. Salinger

postado por Andreia Santana @ 8:30 PM
16 de junho de 2011

J. D. Salinger, autor do clássico O apanhador no campo de centeio, tornou-se um dos personagens mais misteriosos e populares da história da literatura americana, ao repelir fãs e jornalistas ao longo de sua vida, mantendo-se recluso do mundo. Considerada a mais importante e detalhada biografia do autor até hoje, o livro Salinger: Uma vida, de Kenneth Slawenski, chega ao mercado nacional pela Leya Brasil, trazendo um relato completo sobre a vida do escritor.

A obra desvenda a história do autor, desde a privilegiada juventude, seu ingresso à sociedade da época, seu primeiro grande amor e sua vivência durante a II Guerra Mundial – fato este que o assombrou pelo resto da vida – até seus últimos dias, trazendo a tona sua impactante visão de mundo.

Saliger. Uma vida comenta ainda todos os escritos do autor, seus encontros com escritores como Ernest Hemingway, Laurence Olivier e Elia Kazan, as desavenças com os editores e escritores do New Yorker e o triunfo com a publicação de O apanhador no campo de centeio, livro que o tornou mundialmente famoso, mas que também contribuiu para sua reclusão nas montanhas de New Hampshire.

Ficha Técnica:
Salinger. Uma Vida

Autor: Kenneth Slawenski

416 páginas

Editora Leya Brasil

Preço: R$ 44,90


Selo negro lança biografia de Lima Barreto

postado por Andreia Santana @ 8:18 PM
12 de maio de 2011

O escritor Lima Barreto é o mais novo biografado pela coleção Retratos do Brasil Negro, iniciativa da Selo Negro Edições que tem por objetivo valorizar personalidades e expoentes da cultura afro-brasileira. Autor de grandes clássicos da literatura nacional e um dos primeiros jornalistas brasileiros a denunciar a violência contra a mulher, Lima Barreto produziu romances, novelas, contos, crônicas e diários, mas o devido reconhecimento só veio décadas após sua morte.

Afonso Henriques de Lima Barreto (1881-1922) entrou para a galeria dos escritores “malditos” ao usar uma linguagem coloquial e criticar abertamente a sociedade hipócrita e racista de sua época. Autor de obras-primas como Triste fim de Policarpo Quaresma e Recordações do escrivão Isaías Caminha, foi duramente rechaçado pelos críticos da sua época. O livro Lima Barreto, sétimo volume da coleção, foi escrito pelo pesquisador Cuti, pseudônimo do doutor em literatura e escritor Luiz Silva. Na obra, o biográfo analisa a produção barretiana e mostra a atualidade dos problemas que ele apontou no início do século XX.

Considerado um dos representantes máximos do pré-modernismo, Lima Barreto criou personagens inesquecíveis como o quixotesco major Quaresma e a ingênua Clara dos Anjos. Seus escritos sempre denunciaram o papel marginal a que negros e negro-mestiços eram relegados em sua época. Crítico do racismo, da burocracia, da corrupção, sofreu, ao longo da vida, diversos preconceitos, aos quais respondeu com uma obra vigorosa. A lucidez com que retrata os primeiros anos do século XX tornou-se fonte de amplas reflexões para educadores, pesquisadores e militantes do movimento negro. Sem contar que boa parte do que escreveu continua atualíssimo no Brasil do século XXI.

A Coleção Retratos do Brasil Negro é coordenada por Vera Lúcia Benedito, mestre e doutora em Sociologia/Estudos Urbanos pela Michigan State University (EUA) e pesquisadora dos movimentos sociais e da diáspora africana no Brasil e no mundo. Além de Lima Barreto, já foram biografados: Abdias Nascimento, João Candido, Lélia Gonzalez, Luiz Gama, Nei Lopes e Sueli Carneiro.

Cuti, o autor deste novo volume, nasceu em Ourinhos (SP) e mora na capital paulista. Formado em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), é mestre em Teoria da Literatura e doutor em Literatura Brasileira pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Foi um dos fundadores da organização literária Quilombhoje e um dos criadores e mantenedores da série Cadernos Negros. É autor, entre outros, de Poemas da carapinha (1978); Quizila (1987, contos); Dois nós na noite e outras peças de teatro negro-brasileiro (1991); Negroesia (2007, poemas); Contos crespos (2008); Moreninho, neguinho, pretinho (2009, ensaio); e Literatura negro-brasileira (2010).

Ficha técnica:
Lima Barreto – Coleção Retratos do Brasil Negro

Autor: Cuti

Coordenadora da coleção: Vera Lúcia Benedito

Editora: Selo Negro Edições

Preço: R$ 22,00 / 128 páginas

*Com informações enviadas pela editora.