Contos inéditos de J.D. Salinger vazam na internet

postado por Bruno Porciuncula @ 5:38 PM
29 de novembro de 2013

Salinger deixou obras inéditas para serem lançados depois de 2015

Os contos inéditos Birthday Boy, Paula e The Ocean Full of Bowling Balls, escritos por J.D. Salinger, vazaram na internet. Segundo a imprensa americana, os contos faziam parte do livro Três Histórias, que seria leiloado no eBay.

The Ocean Full of Bowling Balls mostra os acontecimentos que antecederam o clássico O Apanhador no Campo de Centeio. Segundo o biógrafo do escritor, Shane Salerno, Salinger deixou livros inéditos para serem publicados a partir de 2015.

Nenhum dos contos está em português – e não há nem ideia de quando serão lançados por aqui. Então, quem sabe inglês, que pesquise para conseguir ler uma dessas preciosidades de Salinger, morto em 2010, aos 91 anos.


Autora catarinense radicada na Bahia lança novo livro

postado por Andreia Santana @ 2:55 PM
20 de setembro de 2013

Katherine Funke está em residência artística em Florianópolis (SC)

A jornalista e escritora catarinense radicada na Bahia, Katherine Funke, que já integrou a equipe de reportagem dos principais jornais baianos, incluindo A TARDE e a Revista Muito, lança seu terceiro livro, o primeiro romance da carreira, Viagens de Walter, neste sábado, dia 21, em Florianópolis (SC).

O livro, que será editado em formato virtual, com apoio da Bolsa Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura, da Funarte, conta a história de Walter, um médico recém-formado de Salvador, nascido no começo dos anos 80 e decepcionado com a máfia dos serviços de saúde, com a namorada e com a baixa qualidade de vida na capital baiana.

O protagonista também está insatisfeito com seu cotidiano urbano, suas redes sociais de relacionamentos virtuais e seu sedentarismo provocado pela intensa carga de trabalho. Sem saber para onde ir, mas decidido a mudar de vida, procura outro lugar para morar. Sem vocação para viver em cidades do interior, Walter assume-se como walker (andarilho) e procura outra cidade grande para viver, mas que tenha mar, e escolhe Florianópolis. Na troca de endereço entre as duas capitais, ele passa por vivências que o modificam…

O link para download gratuito de Viagens de Walter estará disponível no site da Solisluna Editora: www.solislunaeditora.com.br.

De volta às origens

Descendente de alemães, em outubro, a autora vai participar da Feira do Livro de Frankfurt, selecionada pelo edital Mobilidade Artística Cultural, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA). Ainda em outubro, Katherine irá ministrar a Oficina de Escrita Criativa: Contos, no Cine-Teatro de Lauro de Freiras (Região Metropolitana de Salvador, onde a escritora mora). As inscrições para o curso estão abertas até 30 de setembro. Mais informações no blog: oficinadecontos2013.wordpress.com.

Quem é

Katherine Funke nasceu em 1981, em Joinville (SC), mas desde 2003 mora na Bahia. Em 201o publicou o primeiro livro, Notas Mínimas, reunindo contos derivados de um blog homônimo. O segundo livro, Sem pressa, veio em 2011, selecionado pela Bolsa Funarte de Criação Literária.

Recentemente, a autora está em residência artística, em Florianópolis, pelo projeto Viagens na Barca. Para saber mais sobre a autora, visite seu site: historiasdakatherine.wordpress.com. 


Romance e contos vencedores do Prêmio Sesc chegam às livrarias

postado por Andreia Santana @ 4:35 PM
23 de julho de 2013

Os livros contemplados com o Prêmio Sesc 2013 nas categorias conto e romance chegam às livrarias de todo país agora em julho, em lançamento da Editora Record. Pelas regras do concurso, os vencedores tem suas obras publicadas por uma grande editora, com tiragem inicial de dois mil exemplares.

Noveletas, de João Paulo Vereza, foi o vencedor na categoria contos. O livro traz histórias ambientadas em Minas Gerais, mais especificamente no universo ficcional que remete a autores como Guimarães Rosa, Lúcio Cardoso e Cornélio Pena.

O evangelho segundo Hitler, de Marcos Peres, foi o vencedor da categoria romance e é o livro de estreia do autor paranaense. A obra foi considerada pelo júri do Prêmio Sesc como a mais criativa dentre as inscritas. Conta uma historia inusitada em que um conto de Jorge Luis Borges teria inspirado Adolf Hitler a conceber o Nazismo.

Fichas Técnicas:

Noveleletas

Autor: João Paulo Vereza

Editora Record

192 páginas

Preço: R$ 24,90

 

O evangelho segundo Hitler

Autor: Marcos Peres

Editora Record

352 páginas

Preço: R$ 34,90

*Com informações da Editora Record


Livro de contos sobre a Copa de 82 é lançado nesta sexta

postado por Andreia Santana @ 3:36 PM
28 de junho de 2013

Logo mais, às 18h, acontece o lançamento do livro 82 – Uma copa, quinze histórias, que reúne contos inspirados no “sarriaço”, a derrota sofrida pela Seleção Brasileira, frente à Itália, no Estádio de Sarriá, em Barcelona (Espanha), em 1982. O evento acontece na Livraria LDM do Espaço Itaú Glauber Rocha de Cinema, na Praça Castro Alves. Aqui tem a reportagem sobre o livro, publicada no Caderno 2+. E abaixo, vocês conferem a resenha do blog:

Traumas de uma Copa difícil de esquecer

Por Andreia Santana

Sessão de exorcismo coletiva, nascida de um bate-papo entre amigos escritores em uma mesa de bar, 82 - uma copa e quinze histórias, usando doses generosas de ironia e humor negro, lava a alma até de quem não tinha idade para entender o significado daquela derrota do Brasil para a Itália, na malfadada Copa do Mundo de 1982.

Nem precisa ser muito versado no complexo universo da bola para se deixar seduzir pelas histórias dos autores e para sentir, mais de trinta anos depois, a tristeza, decepção ou assombro da geração que julgava aquela seleção sob as lentas de aumento da passionalidade futebolística. Sim, meus caros, éramos aparentemente imbatíveis, mas perdemos!

A Copa do “Voa Canarinho” faz parte do imaginário coletivo nacional como uma das mais zebradas da história dos mundiais e os autores dos contos de 82 não perdem a chance de reforçar o mito. Embasbacados, fazem coro com toda uma nação para a pergunta que não quer calar: Como assim fomos derrotados?

Mas o objetivo passa longe de encontrar a resposta ou analisar todas as probabilidades do que poderia ter sido feito para evitar a “tragédia”. Há uma certa resignação de Lei de Murphy, um maktub (palavra árabe que simboliza a inexorabilidade do destino) dos gramados. Certas histórias, inclusive, funcionam como epopeia às avessas, em que ao invés de narrar as glórias dos vencedores, desfia-se um rosário em honra dos fracassados.

Do menino que reproduz nos cadernos de desenho os personagens dos quadrinhos da Disney como um amuleto lúdico que protege os jogadores em campo, à prostituta brasileira que deu sorte a Paolo Rossi, o italiano que funcionou como carrasco do Brasil na fatídica partida; sem esquecer o motorista de táxi que destila sua mágoa pela derrota diante de um impassível passageiro, ou mesmo o matador de aluguel contratado pela máfia e que com uma bala teria mudado a história, todos os personagens das 15 histórias trazem aquela amargura típica de quem no fundo tem uma pulga agarrada atrás da orelha a sussurrar: “não vai ser dessa vez!”

A Copa de 82 não desbotou como as bandeiras pintadas no asfalto pela molecada de muitas ruas país afora. Ao longo dos anos, foi repassada em replay cada vez que o Brasil enfrentou a Itália em um jogo decisivo. Nas páginas da coletânea, a competição torna-se vívida e pulsante novamente, como se o leitor tivesse embarcado em um túnel do tempo. Como se meter o dedo na ferida e limpar todas as suas bordas, culmine na cicatrização.

Quem era criança na época, relembra as caras de decepção e o choro dos adultos, um cigarro que ficou pendente no canto dos lábios, um grito de gol que morreu na garganta ou um verso do sambinha de Júnior.

Mais ainda do que repassar cada um dos lances dos jogos em que o Brasil goleou outros adversários, o livro traça um panorama dos anos 80 em toda a sua romântica rebeldia. E não ficam de fora decepções amorosas juvenis tão profundas quanto a derrota nos gramados. Cada personagem/narrador reconta o “sarriaço” a partir de uma ótica muito particular, associando o trauma coletivo da perda do Mundial aos seus pequenos dramas cotidianos.

E é justamente por isso que, embora devidamente limpa e curativada, essa cicatriz, de vez em quando, ainda faz cócegas e arde.

Ficha Técnica:

82 –  uma copa – Quinze histórias

Autor: vários / Mayrant Gallo (org.)

Editora: Casarão do Verbo

160 páginas

Preço: R$ 30


Paulo Bono reúne contos e crônicas de blog em livro

postado por Andreia Santana @ 3:27 PM
3 de junho de 2013

Espalitando, de Paulo Bono, será lançado nesta terça, dia 4, às 19h, na Visca Sabor & Arte (Rio Vermelho). O livro reúne as melhores crônicas e contos do blog Espalitando Dente, que Paulo mantém desde 2006. O incentivo para a publicação, segundo o autor, veio dos próprios leitores do blog.

Os textos  de Espalitando versam sobre sexo, trabalho, memórias de infância, Salvador e seus eternos problemas. “É um livro sobre o cotidiano de um publicitário gordo, sobre desventuras, sobre como é complicado viver, por mais simples que seja a vida”, define Bono.

O autor afirma ainda ter como fonte de inspiração para seus textos o escritor Charles Bukowski, a escrita de Pedro Juan Gutiérrez e algumas pitadas de Rubem Fonseca, João Ubaldo Ribeiro e Nelson Rodrigues. “Como também sou muito ligado em cinema e cultura pop, alguns textos bebem do Woody Allen, Tarantino e da série Seinfeld”.

Programe-se:

O quê: lançamento do livro Espalitando, de Paulo Bono

Quando: dia 04 de junho, às 19h

Onde: Visca Sabor & Arte (Rua Guedes Cabral, 123, Rio Vermelho)

 Ficha Técnica:

Espalitando

Autor: Paulo Bono

Editora Cousa

142 páginas

Valor: R$ 30,00

Visite o blog: www.espalitandodente.com.br


Autor baiano lança livro de contos cinematográficos

postado por Andreia Santana @ 8:29 PM
6 de agosto de 2012

O jornalista e escritor itabunense Antonio Nahud Júnior, autor do blog de cinema O Falcão Maltês, lança o livro Pequenas Histórias do Delírio Peculiar Humano, no próximo dia 21 de agosto, às 19h, na Água de Gruta, Stiep. Na ocasião, será também aberta a exposição fotográfica A Face Oculta, de Morvan França, inspirada na obra do pintor Francis Bacon e nos contos do livro.

Pequenas Histórias reúne as experiências do autor em andanças pelo Brasil e Europa. Ao todo, são 64 histórias curtas escritas nos últimos 10 anos e publicadas em revistas, jornais, sites e blogues. Os contos trazem toda a influência da vasta cultura cinematográfica de Antonio Nahud Júnior, bem como o fascínio da sétima arte.

O prefácio da obra é assinado por Jorge de Souza Araújo, poeta e professor de Literatura Brasileira e Literatura Comparada na Universidade Federal da Bahia (Ufba), e a apresentação ficou a cargo de Ruy do Carmo Póvoas, escritor e ex-professor titular de Língua Portuguesa da Universidade de Santa Cruz (Uesc), e de Danielle Carvalho Crepaldi, doutoranda em Teoria Literária pela Unicamp.

Ficha Técnica:

Pequenas Histórias do Delírio Peculiar Humano

Autor: Antonio Nahud Júnior

Editora: O Falcão Maltês

154 páginas

R$ 25,00

Serviço:

O quê: Lançamento do livro de contos Pequenas Histórias do Delírio Peculiar Humano

Quando: dia 21 de agosto, às 19h

Onde: Água de Gruta (Rua Edístio Pondé, Empresarial Tancredo Neves, Loja 25 – Stiep)


No meu tempo de estudante era assim…

postado por Andreia Santana @ 3:12 PM
16 de junho de 2012

Retratos da Escola, que reúne contos e crônicas de autores diversos, além de um trecho do clássico romance O Ateneu, de Raul Pompeia, promete – e cumpre – um passeio pela vida estudantil e o seu entorno. O livro é um prato saboroso para os nostálgicos, mas não fica devendo aos leitores mais jovens, igualmente conquistados por sua atmosfera de diário coletivo que transcende a barreira do tempo. Pena que seja tão curtinho!

A coletânea, organizada por Adriano Macedo, que também contribui com uma história contemporânea, de sua autoria (A prova de matemática), começa com o igualmente clássico Conto de Escola, de Machado de Assis, do século XIX; mas faz um passeio por períodos diversos. A história de Branca Maria de Paula, Pisando Leve, é ambientada em um internato só de moças, com um perfume de anos 50/60. A figura das normalistas de riscadinho azul remete às memórias de nossas mães e avós.

Igual, só que diferente - Ao ler as histórias de Retratos da Escola, a sensação de familiaridade – “estudante é tudo igual, só muda de década” -, torna a leitura confortável. Mas, embora a cultura estudantil seja uma espécie de marco comum a todas as épocas, há uma grande diversidade não só de tempo e lugar, mas do estilo de escrita dos escolhidos para figurar na coletânea.

Essa diversidade dentro de uma cultura idealizada e aparentemente uniforme como é a dos tempos escolares, faz com que em cada página se revele uma grata surpresa para o leitor. O livro é um rico mosaico, ou “álbum de retratos” que reforça a memória coletiva e, em muitos casos, saudosa. Um suspiro nos escapa: “no meu tempo de escola era assim…”

Entre os contos, tem para todo gosto. Alguns são cativantes, outros engraçados, irônicos ou, ainda, líricos. O organizador teve o cuidado de escolher autores de escolas literárias e épocas diferentes, mas que sutilmente tem em comum uma espécie de aura de sensibilidade que reúne as peças do mosaico em um todo harmônico.

É de fato como folhear um livro de recordações – ou um daqueles anuários escolares – em que umas memórias são doces, outras agridoces, algumas até meio aborrecidas (mico se paga em qualquer tempo), mas todas dignas de ser lembradas.

Ficha Técnica:

Retratos da Escola

Vários autores

Organização: Adriano Macedo

88 páginas

Preço: R$ 29,00


Livro reúne contos sobre fantasias eróticas femininas

postado por Andreia Santana @ 10:15 PM
14 de fevereiro de 2012

A escritora e jornalista argentina Alicia Gallotti é conhecida por suas versões para o Kama Sutra, cujas traduções foram publicadas em 15 países. Agora, ela usa o conhecimento sobre a sexualidade para lançar Nossas Fantasias Mais Íntimas (Editora Planeta), livro que reúne cinco contos protagonizados por mulheres que vivem relacionamentos tórridos, que além de uma festa para os sentidos, conduz também ao autoconhecimento.

Alicia, autora também de Brinquedos Eróticos (outra publicação da Planeta) entende o erotismo como uma das fontes naturais mais gratificantes da vida e uma forma de harmonizar o fluxo de energia vital, daí que neste novo livro, usa esse conhecimento para criar personagens como Olga, profissional que alterna períodos de calmaria com muito estresse profissional e que vive um relacionamento conturbado. Até que numa viagem ao exterior se envolve com um desconhecido. Ou Sandra, que embora tenha uma vida sexual satisfatória com o namorado, descobre-se interessada em outra mulher. Personagem de outro conto, Laura trabalha em Nova York e divide-se entre preparar uma festa para o irmão mais novo e viver um caso com um ex-amigo de infância em crise no casamento, enquanto secretamente deseja seu novo estagiário. Outra história é a de Marta, casada há 21 anos com um homem que não consegue satisfazê-la sexualmente. Na última história do livro, Alicia Gallotti mostra as fantasias da personagem Ana, advogada que mantêm um relacionamento em vias de esfriamento e que descobre-se apaixonada por um advogado rival nos tribunais.

Embora foque nas fantasias sexuais das protagonistas, o livro também não deixa de falar da feminilidade contemporânea e dos muitos papeis que as mulheres assumem voluntariamente ou por acomodação, como o da esposa que se contenta com um marido indiferente na cama. Misturando ficção com uma pitada de “a vida como ela é”, a autora se propõe a explorar diversos temas como relacionamentos frustrados, orientação sexual, crises conjugais e desejos reprimidos.

Ficha Técnica
Nossas fantasias mais íntimas
Autor: Alicia Gallotti
Editora Planeta
208 páginas
Preço: R$ 29,90

Em tempo: Por falar em Planeta, um escritor publicado pela editora no Brasil, o norte-americano James Shapiro, autor de 1599 – Um ano na vida de William Shakespeare,  está confirmado para participar da FLIP – Festa Literária de Paraty – 2012, que acontecerá entre os dias 4 e 8 de julho. Shapiro é o segundo estudioso da obra do escritor britânico a ser anunciado na programação, ao lado do também norte-americano Stephen Greenblatt. Além deles, estão confirmadas até o momento as participações dos escritores Ian McEwan, Jennifer Egan, Jonathan Franzen, Enrique Vila-Matas, Zoé Valdez e Javier Cercas. Em 1599 – Um ano na vida de William Shakespeare, lançado no Brasil em 2011, ao focar em um único ano da vida do bardo inglês, James Shapiro traça um retrato amplo de toda a sociedade, de suas realizações e da época em que o dramaturgo viveu.


Coletânea reúne histórias de personagens femininas de Salvador

postado por Andreia Santana @ 8:48 PM
29 de janeiro de 2012

As Baianas, coletânea que reúne seis histórias protagonizadas por personagens femininas de Salvador, tem lançamento marcado no próximo dia 10, na livraria Cultura do Salvador Shopping, a partir das 19h. Publicação da editora Casarão do Verbo e inspirado em As Cariocas, de Sérgio Porto, o livro traz textos de Carlos Barbosa, Elieser Cesar, Gustavo Rios, Lima Trindade, Mayrant Gallo e Tom Correia. O jornalista Xico Sá assina a apresentação e Aramis Ribeiro Costa – presidente da Academia de Letras da Bahia – o posfácio.

As Baianas apresenta seis mulheres em histórias ambientadas na Salvador contemporânea. O livro conta ainda com um mini-ensaio fotográfico, em P&B, assinado por Gal Meirelles. Cada foto marca o início de um dos contos.

Em breve, publico resenha do livro aqui no blog!

Servicinho literário – vá lá conferir:

O quê: lançamento de As Baianas, livro de contos

Quando: dia 10 de fevereiro, às 19h

Onde: Livraria Cultura (Salvador Shopping – Av. Tancredo Neves)

Quanto: a entrada no evento é gratuita e o livro custa R$ 30, o exemplar.

Ficha Técnica:

As Baianas

Autores: Carlos Barbosa, Elieser Cesar, Gustavo Rios, Lima Trindade, Mayrant Gallo e Tom Correia

Editora: Casarão do Verbo

152 páginas / R$ 30,00

>>Visite também o blog do projeto: asbaianas.blogspot.com.


Artista plástico Luiz Alphonsus estreia na literatura

postado por Andreia Santana @ 9:28 PM
21 de dezembro de 2011

O artista plástico mineiro Luiz Alphonsus faz sua estreia literária com o livro Feras selvagens correm por entre as estrelas. Radicado no Rio de Janeiro, ele usa a cidade maravilhosa nos anos 70 como pano de fundo para os contos que mesclam ficção e memória.  O livro sai pela Editora Record e para quem já aprecia o trabalho de Alphonsus nas artes plásticas, fica a dica de conhecer sua vertente literária.

Ficha Técnica:

Feras selvages correm por entre as estrelas

Autor: Luiz Alphonsus

Editora: Record

272 páginas

Gênero: Ficção / Contos

Preço: R$ 39,90