Lançamentos infantis da Planeta e Paulus

postado por Andreia Santana @ 9:38 PM
28 de fevereiro de 2012

Para quem anda em busca de boas dicas de leitura para crianças, o blog destaca os lançamentos das editoras Planeta Infantil, duas histórias da autora argentina Graciela Repún, e Paulus, uma biografia de Chica da Silva em versão infanto-juvenil.

Confiram as sinopses e fichas técnicas das obras:

Xii! Meu corpo está crescendo

Autora: Graciela Repún

Ilustrações: Viviana Garófoli

Editora: Planeta Infantil

24 páginas / R$ 24,90

Sinopse: Sol é uma garota muito especial e observadora que  mora com a mãe, a avó e um peixinho dourado. Sempre  disposta a fazer novas descobertas, às vezes ela se sente diferente, tem muitas dúvidas e sofre por isso. Como no dia em que foi com sua turma da escolinha conhecer o Museu de Ciências Naturais acompanhada pela avó, porque a mãe trabalhava fora.  Os amiguinhos acharam a vovó de Sol muito velhinha e começaram a fazer perguntas para ela sobre dinossauros, D. Pedro I e Pedro Álvares Cabral… Sem entender direito, ela pergunta: “Vó, é verdade que a senhora é muito velhinha? Sempre foi velhinha e eu nunca percebi?”. A vovó então explica que ela também já tinha sido criança e jovem, mas que quando era pequena os dinossauros já não existiam mais. Para entender melhor a passagem do tempo, Sol olha um álbum de fotos e se vê desde bebê em várias idades e tamanhos. Através das dúvidas de Sol, a autora introduz para a meninada noções sobre mudanças, amadurecimento e respeito às diferenças.

Hunf! Quero, quero… porque quero!

Autora: Graciela Repún

Editora: Planeta Infantil

24 páginas

R$ 24,90

Sinopse: Carla é uma menina como tantas outras, mas quando fica irritada por não ser atendida ela se sente muito diferente. Até mesmo as tonalidades de seu rosto mudam, conforme os graus de nervosismo, como um arco-íris. Como no dia em que seu rosto ficou verde, ao enfrentar a recusa de um colega que não lhe entregou o violão. Ele bem que tentou conciliar, mas a menina explodiu em prantos, até receber o instrumento que exigia. Carla ficou  feliz e calma até que a revolta se voltou contra a mãe, que, no supermercado, não lhe deu as bolachas pedidas. Carla abriu a boca e o show começou. Ficou estirada no chão, berrando, exigindo o doce. Todos que estavam no local olhavam espantados. Sua mãe, sem ter escolhas, saiu correndo do supermercado levando-a o mais rápido que pôde para casa. No caminho para casa, já esquecida da irritação, ela começou a cantar. Mas tudo muda para a mimada Carla quando seus coleguinhas e sua família resolvem espernear e gritar antes e mais forte do que ela…

Chica da Silva

Autor: João Pedro Roriz

Ilustrações: Carol Roscito

Editora: Paulus

40 páginas

Preço: R$ 25,00

Sinopse: O livro tem a proposta de contar a história da ex-escrava Chica da Silva por meio de uma situação paralela, o preconceito enfrentado por um personagem contemporâneo. O livro, narrado em primeira pessoa, conta a história de João, órfão de pai, criado pela mãe e pela avó, que vive matando aula para fazer o que mais gosta: jogar futebol. Porém, ele não leva o menor jeito com a bola, e seu desempenho, assim como a sua cor de pele, rende piadinhas dos colegas. Em um diálogo entre o menino e sua avó, que tenta confortá-lo, motivando-o a acreditar em si mesmo e a superar sua insegurança, é contada a história de vida de Chica da Silva, ex-escrava que sofria preconceito por ter conseguido alcançar um bom lugar na sociedade do seu tempo. “— O povo inventava histórias para justificar a ascensão de Chica da Silva. Afinal, a negra filha de uma africana conquistara o posto mais cobiçado entre as mulheres brancas do Tejuco: ser companheira de um rico contratador de diamantes. Chamaram-na de prostituta e feiticeira, mas o mais provável é que João Fernandes a amasse”, narra a avó. O texto conta detalhadamente cada passo da brasileira e retrata o cenário político e econômico da época, além de destacar como viviam os escravos e a situação das mulheres negras no tempo de Chica da Silva.


Livro reúne contos sobre fantasias eróticas femininas

postado por Andreia Santana @ 10:15 PM
14 de fevereiro de 2012

A escritora e jornalista argentina Alicia Gallotti é conhecida por suas versões para o Kama Sutra, cujas traduções foram publicadas em 15 países. Agora, ela usa o conhecimento sobre a sexualidade para lançar Nossas Fantasias Mais Íntimas (Editora Planeta), livro que reúne cinco contos protagonizados por mulheres que vivem relacionamentos tórridos, que além de uma festa para os sentidos, conduz também ao autoconhecimento.

Alicia, autora também de Brinquedos Eróticos (outra publicação da Planeta) entende o erotismo como uma das fontes naturais mais gratificantes da vida e uma forma de harmonizar o fluxo de energia vital, daí que neste novo livro, usa esse conhecimento para criar personagens como Olga, profissional que alterna períodos de calmaria com muito estresse profissional e que vive um relacionamento conturbado. Até que numa viagem ao exterior se envolve com um desconhecido. Ou Sandra, que embora tenha uma vida sexual satisfatória com o namorado, descobre-se interessada em outra mulher. Personagem de outro conto, Laura trabalha em Nova York e divide-se entre preparar uma festa para o irmão mais novo e viver um caso com um ex-amigo de infância em crise no casamento, enquanto secretamente deseja seu novo estagiário. Outra história é a de Marta, casada há 21 anos com um homem que não consegue satisfazê-la sexualmente. Na última história do livro, Alicia Gallotti mostra as fantasias da personagem Ana, advogada que mantêm um relacionamento em vias de esfriamento e que descobre-se apaixonada por um advogado rival nos tribunais.

Embora foque nas fantasias sexuais das protagonistas, o livro também não deixa de falar da feminilidade contemporânea e dos muitos papeis que as mulheres assumem voluntariamente ou por acomodação, como o da esposa que se contenta com um marido indiferente na cama. Misturando ficção com uma pitada de “a vida como ela é”, a autora se propõe a explorar diversos temas como relacionamentos frustrados, orientação sexual, crises conjugais e desejos reprimidos.

Ficha Técnica
Nossas fantasias mais íntimas
Autor: Alicia Gallotti
Editora Planeta
208 páginas
Preço: R$ 29,90

Em tempo: Por falar em Planeta, um escritor publicado pela editora no Brasil, o norte-americano James Shapiro, autor de 1599 – Um ano na vida de William Shakespeare,  está confirmado para participar da FLIP – Festa Literária de Paraty – 2012, que acontecerá entre os dias 4 e 8 de julho. Shapiro é o segundo estudioso da obra do escritor britânico a ser anunciado na programação, ao lado do também norte-americano Stephen Greenblatt. Além deles, estão confirmadas até o momento as participações dos escritores Ian McEwan, Jennifer Egan, Jonathan Franzen, Enrique Vila-Matas, Zoé Valdez e Javier Cercas. Em 1599 – Um ano na vida de William Shakespeare, lançado no Brasil em 2011, ao focar em um único ano da vida do bardo inglês, James Shapiro traça um retrato amplo de toda a sociedade, de suas realizações e da época em que o dramaturgo viveu.


Mario Prata relembra geração de 60 em livro

postado por Andreia Santana @ 8:37 PM
12 de janeiro de 2012

Minhas mulheres e meus homens, de Mário Prata, chega às livrarias, em reedição, agora em janeiro, pela Planeta. No livro, o autor conta histórias de seus amigos e revela um retrato da geração de 60. As divertidas histórias vão além de simples crônicas e compõem uma biografia do autor e de sua geração. Em nova edição, o livro apresenta personagens anônimos e também famosos como Chico Buarque, Caetano Veloso, Sonia Braga, Marília Gabriela, Danuza Leão e Irene Ravache, entre outros.

A ideia para escrever Minhas mulheres e meus homens surgiu quando Mario Prata abriu sua agenda telefônica e percebeu que ali estavam nomes de muitas pessoas, com histórias de vida divertidas e interessantes. Na edição de 1999, quem fez o prefácio foi a ex-mulher de Prata, a jornalista e escritora Marta Góes.  Já na nova edição, o escritor Antonio Prata, filho do autor, escreve a orelha.

Entre os relatos do livro, Prata lembra quando Ziraldo teve uma ideia para fazer uma novela: duas cidades inimigas, separadas por um rio. Lá em cima vão fazer uma represa e uma das cidades será inundada. A Globo chamou para que a novela fosse escrita. “Eu, o Ziraldo, o Dagomir Marquesi e o Reinaldo Moraes trabalhamos rindo e fizemos uma novela chamada As águas vão rolar, que foi aprovada.” A diferença foi o pagamento oferecido para ele e muito maior e em dólares para Ziraldo. Na época, Prata questionou Ziraldo e ele respondeu: “Ô cara, na sua casa tem enciclopédia? “ Quando disse que tinha duas, Ziraldo foi saindo e concluiu: “Duas só? Sou verbete em oito!!!” . E foi o próprio Ziraldo que, quando soube deste livro, ligou inconformado por não ter pensando nisso antes para também fazer o mesmo com os nomes da sua agenda.

Ficha Técnica:

Minhas mulheres e meus homens

Autor: Mário Prata

Editora Planeta

272 páginas

R$ 29,90


Planeta cria site para selo de literatura feminina

postado por Andreia Santana @ 9:38 PM
6 de dezembro de 2011

A Editora Planeta criou um site para o selo Essência, segmento de romances femininos do grupo. A página já está no ar e traz sinopses de obras, novidades sobre lançamentos, mini-bios de autoras, um blog e espaço para interatividade com as leitoras. O link da página principal da Essência é este  aqui.

Criado na Espanha em janeiro de 2007, o selo Essência chegou ao Brasil em julho de 2008 e faz referência aos romances escritos por e para mulheres. Divide-se em três gêneros: Romance histórico, Romance contemporâneo e Chick lit.


Planeta lança segundo volume da trilogia O Terceiro Reich

postado por Andreia Santana @ 9:05 PM
6 de outubro de 2011

Invasão de tropa nazista ao gueto de Varsóvia

Essa dica é para os amantes de história. O Terceiro Reich no poder, segundo volume da trilogia do historiador Richard J. Evans sobre o nazismo, já está disponível nas livrarias, em publicação no Brasil pela Editora Planeta. A obra é um compêndio de 1024 páginas, que combina narrativa, descrição e análise dos acontecimentos que consolidaram a ditadura de Hitler, entre 1933 e 1939, no período anterior à II Guerra Mundial. Embora dê sequência ao primeiro livro – A chegada do Terceiro Reich – , pode ser lido de forma independente, mesmo por quem não conhece a obra anterior, mas tem interesse específico nas questões políticas do nazismo.

O livro mostra como Hitler manipulou diversos setores da polícia e do exército até chegar ao cargo de chanceler, transformando a Alemanha em um estado de partido único, direcionado quase que exclusivamente para a guerra e o ódio racial. Em pouco tempo, muitos direitos individuais foram suprimidos, assim como leis até então estabelecidas. Entraram em vigor novas legislações, feitas para legitimar a execução de inimigos, principalmente comunistas e sociais-democratas, num primeiro momento, e posteriormente, judeus, ciganos, negros e homossexuais.

A criteriosa pesquisa de Evans resgata até as piadas políticas que se fazia na época sobre o regime nazista. Não deixa ainda de focar na propaganda nazista por meio das artes, do cinema, da literatura, dos jornais e principalmente do rádio. O autor detalha também as brigas internas pelo poder dentro do Partido Nazi, o sufocamento da Igreja Católica e a campanha de acusações de crimes sexuais cometidos por seus integrantes; além da influência da política nazista na educação escolar, o declínio da ciência com a fuga de cientistas dos países dominadmos e a gradual escassez de matérias-primas. Uma parte importante da obra é dedicada a explicar o ódio dos nazistas pelos judeus e a inclemente perseguição que culminaria no Holocausto.

Quem é – Richard J. Evans é um dos mais destacados especialistas em história da Alemanha na contemporaneidade. Nasceu em Londres, em 1947. Foi professor de história na Universidade Columbia e na Universidade de Londres e atualmente leciona história moderna em Cambridge. Embora tenha vasta bibliografia e importantes prêmios literários e acadêmicos, A Trologia do Terceiro Reich é a primeira obra publicada em português.

Ficha Técnica:

O Terceiro Reich no poder – segundo volume da trilogia de O Terceiro Reich

Autor: Richard J. Evans

Editora Planeta

1024 páginas

R$ 129,90


Dica de leitura do dia: Uma burca por amor

postado por Andreia Santana @ 4:42 PM
14 de março de 2011

Para os leitores que gostam de histórias baseadas em fatos reais, Uma burca por amor, best seller da jornalista e escritora espanhola Reyes Monforte, conta a saga de María Galera, espanhola radicada em Londres, onde conheceu o marido, o muçulmano afegão Nasrad. María enviou seu relato para o programa de rádio apresentado por Monforte e assim, o mundo ficou conhecendo a história trágica da moça. Só na Espanha, o livro vendeu 300 mil exemplares. No Brasil, o lançamento, em janeiro de 2011, chega pela editora Planeta.

María Galera e o marido Nasran sempre viveram em Londres, onde se conheceram, até que ele precisou viajar para o Afeganistão, devido a doença do pai. A esposa o acompanhou, mas os dois foram assaltados, perdendo os documentos e com isso ficando impedidos de retornar à Inglaterra. Vivendo no Afeganistão, os dois tiveram de se submeter ao regime do talibã. Maria, embora pudesse retornar à Espanha, seu país de origem, preferiu ficar ao lado do marido afegão e adotou a burca (traje que cobre as mulheres da cabeça aos pés) e todos os demais preceitos impostos pelo Talibã, enquanto isso, a jovem, tenta sensibilizar as autoridades internacionais para que ela e o marido possam voltar para casa.

O livro traz o relato da luta de María e também uma crônica dos horrores que ela presenciou no Afeganistão. Na Espanha, o livro de Reyes Monforte transformou-se em programa de TV.

Ficha Técnica:

Uma Burca por Amor

Autora: Reyes Monforte

Editora Planeta

304 páginas

Preço: R$ 39,90