Cinquenta tons de cinza faz escola

postado por Andreia Santana @ 11:42 PM
14 de setembro de 2012

Da mesma forma que aconteceu com a saga Twilight (Crepúsculo), da norte-americana Stephenie Meyer, que deu início a uma enxurrada de romances teen sobre vampiros, lobisomens, fantasmas e amores impossíveis; Cinquenta tons de cinza, da britânica E. L. James – que as más boas línguas da crítica literária nacional e internacional já batizaram de “Crepúsculo para maiores de 30″ -, faz escola e dá início a uma verdadeira febre de pornôs soft. O mais novo representante do gênero a chegar ao mercado nacional é o romance Luxúria, da professora de pilates e dublê de escritora, considerada best seller nos EUA, Eve Berlin.

Publicado no Brasil pela Lua de Papel (Grupo LeYa), Luxúria conta a história de Dylan Ivory, uma escritora de livros eróticos que está fazendo pesquisa para uma nova obra sobre BDSM (bondage, disciplina, dominação, submissão, sadismo e masoquismo), quando conhece Alec Walker, um dominante declarado, experiente e irresistível. Alec então sugere que Dylan experimente o universo da dominação para ter mais conhecimento de causa no meu livro e a partir daí, os dois começam a viver uma intensa relação que irá colocar as crenças de Dylan sobre amor, sexo, dor e prazer em xeque. Luxúria, claro, fazendo jus aos livros do gênero, é o primeiro de uma trilogia escrita por Eve Berlin.

Ficha Técnica:

Luxúria

Autor: Eve Berlin

Editora: Lua de Papel / LeYa

Páginas: 256

Preço: R$ 29,90


Almanaque relembra trilhas sonoras de filmes

postado por Andreia Santana @ 2:57 AM
30 de maio de 2012

Chega às livrarias do país agora em junho o Almanaque da Música Pop no Cinema, de Rodrigo Rodrigues, editado pelo selo Lua de Papel, da LeYa Brasil. O livro, recheado de fotos, conta a história da música pop no cinema desde a época em que as trilhas eram tocadas ao vivo, em sincronia com as cenas e arranjos improvisados pelos músicos no momento da exibição, até as principais trilhas sonoras da sétima arte.

A obra traz ainda uma sinopse de cada longa citado, explica o motivo da trilha sonora ser marcante, além de contar curiosidades sobre o filme e trazer a trilha completa. Quem não se lembra da música de “Os Goonies”? Ou de Uma Thurman em Pulp Fiction ouvindo “Girl, you’ll be a woman soon”, na pele de Mia Wallace?  E da batida a la Beatles do refrão de “That thing you do”, do The Wonders – O sonho não acabou?

O autor resgata também histórias de bastidores. James Cameron, por exemplo, queria que a cantora Enya fizesse a trilha sonora de Titanic, mas uma série de contratempos a impediu e Celine Dion acabou sendo a segunda escolha. Outro exemplo: Tom Parker, o empresário de Elvis Presley, descobriu o filão de colocar o rei do rock para estrelar filmes. “Filmes que alimentam discos que alimentam filmes”, era o que Parker dizia. Em um período de cerca de 10 anos, Elvis estrelou 31 filmes, mais do que a diva Marilyn Monroe ao longo de toda a sua carreira, e chegou a ser o ator mais bem pago de Hollywood na época.

Há diversas outras histórias e curiosidades e o autor mostra com sua pesquisa que a trilha sonora deixou de ser apenas um acessório para os filmes e tornou-se parte essencial da narrativa.

Ficha Técnica

Almanaque da música pop no cinema

Autor: Rodrigo Rodrigues

216 páginas

Lua de Papel / LeYa Brasil

Preço: R$ 59,90

*Com informações da LeYa Brasil


Dica de leitura: Um coração cheio de estrelas

postado por Andreia Santana @ 11:13 PM
18 de janeiro de 2012

Depois de Carlos Ruiz Zafon, autor de O Jogo do Anjo e A Sombra do Vento, os romancistas espanhóis da nova geração conquistam cada vez mais leitores. No Brasil, quem já conhece o trabalho do catalão, agora também pode conferir o romance Um coração cheio de estrelas, de Alex Rovira e Francesc Miralles, lançamento da Lua de Papel. A obra já vendeu mais de 5 milhões de livros e tem a mesma estrutura que mistura fábula e literatura fantástica das obras de Zafon.

Um coração cheio de estrelas conta a história de Michel, um garoto órfão que nunca conheceu os pais e vive no orfanato municipal de Selonsville. Sua melhor amiga é Erin, que também mora no orfanato desde bebê. Em uma noite fria, Erin dorme e não acorda mais. Uma doença que os médicos não conseguem diagnosticar tomou conta da menina e ela está em coma profundo. Para salvar a amiga, Michel precisa encontrar nove tipos diferentes de amor e cortar um pedaço da roupa dos amantes em forma de estrela para costurar um coração. Nessa jornada, ele busca o amor pelo feio; pela diferença, o mais que perfeito, o incondicional…

Ficha técnica:

Um coração cheio de estrelas

Autores: Alex Rovira e Francesc Miralles

Selo Lua de Papel / LeYa Brasil

112 páginas

Preço: 19,90


Dica de leitura do dia: Amigas da Ioga

postado por Andreia Santana @ 8:55 PM
26 de setembro de 2011

Os produtores de Marley e Eu e O diabo veste Prada, ambos sucessos do cinema saídos do universo literário, já compraram os direitos de adaptação de Amigas da Ioga, o livro escolhido para ser o indicado do dia aqui no blog. Lançado no Brasil pela Lua de Papel, Amigas da Ioga, de Rain Mitchell, conta a história de cinco mulheres com vidas totalmente diferentes, mas que por frequentarem o mesmo centro de ioga, tornam-se grandes amigas.

Ambientado em Los Angeles, o livro apresenta aos leitores Lee, a dona do estúdio Endedale Ioga, que passa por dois dilemas: uma crise conjugal e problemas financeiros que podem acabar com seu negócio. Katherine, a massagista do estúdio, iniciou um novo relacionamento que pode ser perfeito, mas que ela pode sabotar a qualquer momento. Somam-se ao grupo, Imani, uma atriz bem sucedida, que luta para superar uma grande perda; Stephanie, uma talentosa, mas insegura escritora; e Graciela, dançarina que precisa vencer uma lesão para conquistar o trabalho de seus sonhos. A amizade das cinco e os fundamentos da ioga irão ajudá-las a superar dificuldades e seguir em frente.

A autora utiliza o cotidiano das grandes metrópoles, os dilemas da feminilidade nos tempos pós-contemporâneos e pinceladas de autodescoberta, amor e amizade para construir uma narrativa simples, mas ao mesmo tempo profunda e intrincada, como a vida. Para quem gosta dessas histórias confortáveis, fincadas no dia-a-dia e que busca o inusitado mesmo em aparentes lugares-comuns, o livro é uma boa pedida. Ao menos, na versão cinematográfica, que ainda não tem data de estreia, vale as referências de Marley e Eu e O diabo veste Prada, duas comédias bem gostosinhas.

Ficha Técnica:
Amigas da Ioga

Autora: Rain Mitchell

Tradução: Alice Klesck

256 páginas

Preço sugerido: R$29,90


Garotos espertos e garotas fantásticas na selva urbana

postado por Andreia Santana @ 11:26 PM
3 de março de 2011

Dois “guias de sobrevivência”  juvenis para a vida cotidiana em cidades grandes chegam ao mercado editorial brasileiro em lançamento da editora Lua de Papel: Diário dos Garotos Espertos, de Martin Oliver, e Diário das Garotas Fantásticas, de Alexandra Johnson. As obras aproveitam a necessidade dos adolescentes em conquistar a independência para ensinar alguns truques que vão do prosaico “arrumar o quarto” até se “virar bem na cozinha”, passando ainda por questões como: saber falar em público, preparar-se para uma prova e gerenciar a mesada para não ficar no vermelho.

No livro dedicado às garotas, há ainda dicas sobre produção para um evento chique, parar de roer as unhas, aparecer bem em fotografias e manter-se segura em situações de risco. As orientações são divididas em seis seções “Imprescindível para o dia a dia”, “Mestre Cuca”, “Faça Você Mesmo”, “Habilidades Legais”, “Quebra-galho em Casa” e “Pronto para Emergências”.

Ficha Técnica:
Diário dos Garotos Espertos – um guia de sobrevivência

Autor: Martin Oliver

128 páginas

Preço: R$ 22,90

Diário das Garotas Fantásticas – um guia de sobrevivência

Autora: Alexandra Johnson

128 páginas

Preço: R$ 22,90


Lua de Papel reinventa clássicos com roupagem pop

postado por Andreia Santana @ 8:16 PM
4 de janeiro de 2011

Depois de Orgulho e Preconceito e zumbis, paródia bem-humorada do clássico da literatura feminina, da escritora Jane Austen, virou moda a publicação de histórias que atualizam com roupagem pop as chamadas obras literárias imortais. Dessa vez, quem ganhou, digamos, ares mais modernosos, foram as histórias que sairam da lavra de Machado de Assis, Bernando Guimarães e José de Alencar.

Obras famosas dos três brasileiros integram a coleção “Clássicos Fantásticos”, da editora Lua de Papel, que teve a tiragem inicial de 32.000 exemplares esgotada em poucas semanas. A editora anunciou a reimpressão de nova tiragem com dez mil exemplares.

Os quatro autores que revisitam os clássicos são: Angélica Lopes, Jovane Nunes, Natália Klein e Lúcio Manfredi, todos jovens roteiristas com carreira na TV.

A ideia da coleção é recriar os clássicos com doses generosas de literatura fantástica e referências à cultura pop, assim, A Escrava Isaura, de Bernando Guimarães, virou A Escrava Isaura e o vampiro; e O Alienista, conto que por si só já é uma obra à frente do seu tempo, de Machado de Assis, virou O Alienista caçador de mutantes. Também de Machado de Assis,  Dom Casmurro, a imortal história de Bentinho e Capitu, tornou-se Dom Casmurro e os discos voadores. Fechando a série, Senhora, romance aclamado de José de Alencar, transformou-se em Senhora A Bruxa.

Para saber mais detalhes sobre as obras, visite o site da editora www.luadepapel.leya.com.br.