Arquivos do Blog


Companhia das Letras lança As virgens suicidas

postado por Andreia Santana @ 11:52 AM
18 de fevereiro de 2013

O romance As virgens suicidas, de Jeffrey Eugenides, chega ao mercado editorial brasileiro agora em fevereiro, em nova tradução, pela Companhia das Letras. Adaptado para o cinema, em 1999, por Sofia Coppola, o livro já foi publicado em 34 idiomas.

As virgens suicidas é o livro de estreia de Jeffrey Eugenides. Lançado em 1993, tornou-se um cult da literatura norte-americana contemporânea. Eugenides também ganhou o Pulitzer, considerado o maior prêmio literário dos EUA e um mais importantes do mundo, em 2003, pelo romance Middlesex.

Sinopse – A obra é ambientada em um típico subúrbio dos Estados Unidos, nos anos 1970. Cinco irmãs adolescentes se matam em sequência e sem motivo plausível. A tragédia ocorre no seio de uma família que vive sob severas restrições morais e religiosas em pleno período pós-revolução sexual.

Ficha Técnica:

As virgens suicidas

Autor:  Jeffrey Eugenides

Tradução: Daniel Pellizzari

Editora: Companhia das Letras

232 páginas

R$ 39,50

*Com informações da Companhia das Letras


Romances pretendem decifrar A divina comédia e Os lusíadas

postado por Andreia Santana @ 4:19 PM
11 de dezembro de 2012

Dois romances que chegam ao mercado editorial brasileiro neste final de ano, editados pelo selo Generale (Editora Évora), pretendem decifrar possíveis mistérios contidos nos clássicos da literatura universal A divina comédia (Dante Alighieri) e Os lusíadas (Luiz de Camões). Misturando realismo fantástico e supostos dados históricos, as obras devem agradar aqueles fãs de livros que apelam para a boa e velha “teoria da conspiração”, ou seja os leitores de Dan Brown e cia.

O livro secreto de Dante, de Francesco Fioretti, traz uma história fictícia concebida a partir da morte do poeta medieval italiano e lança o questionamento se ele teria morrido de causas naturais ou assassinado. No melhor estilo O Código Da Vinci, o livro de Fioretti pretende revelar um suposto código oculto em A Divina Comédia.

A página perdida de Camões, de Luciano Milici, é uma história de ficção que tenta desvendar o que teria ocorrido com uma das páginas do manuscrito original de Os lusíadas. Registra a história oficial, que o poeta português sobreviveu a um naufrágio no rio Mekong (no atual Vietnã), há mais de 400 anos, e que no acidente, por pouco não se perderam as páginas que continham os mais de cem mil versos de Os lusíadasO livro de Milici mistura supostos dados históricos com fantasia e cria uma trama que coloca Luiz Vaz de Camões como uma espécie de agente em missão secreta. O autor toca ainda em um ponto polêmico da vida do vate lusitano, que é a lenda (ou fato histórico) de que ele teria deixado a esposa morrer no naufrágio para poder salvar o manuscrito de seu poema épico.

Fichas Técnicas:

O livro secreto de Dante

Autor: Francesco Fioretti

Editora Évora / Generale

256 páginas

Preço: R$ 39,90

 

A página perdida de Camões

Autor: Luciano Milici

Editora Évora / Generale

392 páginas

Preço: R$ 49,90


Chega ao Brasil obra de nova promessa do romance norte-americano

postado por Andreia Santana @ 1:48 PM
4 de dezembro de 2012

O romance Nada além da verdade, do estreante Alex Gilvarry, chega ao mercado editorial brasileiro pela Tordesilhas, na esteira do sucesso obtido no país de origem, os Estados Unidos, onde a obra, lançada em fevereiro deste ano, alçou seu autor à condição de nova promessa literária. Gilvarry chegou a ser comparado a Saul Bellow, escritor judeu, de origem canadense e radicado em Chicago, ganhador de um Nobel de Literatura e considerado um dos maiores romancistas norte-americanos do século XX.

Nada além da verdade conta a história de um estilista filipino chamado Boyet Hernandez, que emigra para Nova York em busca de realização profissional e se torna badalado na cena fashion da Big Apple. O relacionamento de Boyet com um negociante de tecidos chamado Ahmed, acaba colocando o estilista na mira do governo norte-americano, na “Caça ao Terror” empreendida após o atentado do 11 de setembro. Preso e deportado para Guantánamo, Boyet passa por poucas e boas, sendo torturado e tendo todos os seus direitos desrespeitados.

O romance toca em uma questão polêmica, a existência da prisão de Guantánamo e todos os desrespeitos lá praticados contra os direitos humanos, ao mesmo tempo que evidencia a grande paranóia coletiva do povo americano após o desabamento das Torres Gêmeas, que transforma qualquer pessoa de origem árabe em terrorista em potencial. Como pano de fundo estão ainda questões como a ilusória fama do mundo das celebridades e da moda e a cultura segregacionista que ainda perdura nos Estados Unidos, um país avançado na questão da defesa dos direitos civis de seus cidadãos, mas com um longo histórico de rejeição aos estrangeiros.

O autor - Alex Gilvarry nasceu em Staten Island (NY- EUA) e é fundador e editor do site literário Tontenville Review. Nada além da verdade é seu romance de estreia.

Ficha Técnica:

Nada além da verdade

Autor: Alex Gilvarry

Editora Tordesilhas

312 páginas

Preço: R$ 42,50


Novo romance da portuguesa Lídia Jorge é lançado no Brasil

postado por Andreia Santana @ 9:49 PM
10 de setembro de 2012

A portuguesa Lídia Jorge virá ao Brasil lançar seu novo romance

A noite das mulheres cantoras, novo romance da autora portuguesa Lídia Jorge, chega ao mercado editorial brasileiro agora em setembro, publicado pela editora LeYa. A autora inclusive, estará no país a partir do dia 21, em turnê de divulgação por alguns estados (a Bahia não está incluida, infelizmente).

No romance psicológico, Lídia Jorge transporta os leitores para uma época aparentemente glamurosa, mas que por trás de todo o brilho, esconde brigas, disputas de poder e intrigas nos bastidores do show business. A noite das mulheres cantoras parte de cinco pontos de vista diferentes, os das protagonistas Gisela Batista, Maria Luísa, Nani Alcides, Madalena Micaia e Solange de Matos. Unidas pelo acaso para formar uma banda, as cinco precisam aprender a lidar umas com as outras e a não deixar que o sonho de se tornarem grandes artistas seja ofuscado pela crueza do mundo do espetáculo.

Quem é - Lídia Jorge nasceu em 1946, em Algarve. Entre seus romances, destacam-se O Dia dos prodígios (1980), O Cais das merendas (1982), Notícia da Cidade Silvestre (1984), A Costa dos Murmúrios (1988) e O vento assobiando nas gruas (2002), todos premiados. Sua obra encontra-se traduzida em muitas línguas e pelo conjunto da obra, a autora foi vencedora do prêmio Albatros (2006) da Fundação Günter Grass, na Alemanha, e do Grande Prêmio Sociedade Portuguesa de Autores – Millennium BCP.

Ficha técnica

A noite das mulheres cantoras

Autora: Lídia Jorge

320 páginas

Editora LeYa

Preço: R$ 44,90


Maria Adelaide Amaral lança nova edição de O bruxo

postado por Andreia Santana @ 9:18 PM
21 de agosto de 2012

A dramaturga Maria Adelaide Amaral preparou uma edição revista de seu romance O bruxo, publicado originalmente em 2000. A nova edição sai pela Editora Globo Livros.  O romance trata das experiências e superações da personagem Ana, professora de literatura e poeta que, aos 49 anos, é obrigada a rever sua relação com as pessoas e com a vida após o término de seu casamento. Não bastassem os desentendimentos familiares e os conflitos da meia-idade, ela se descobre com câncer…

A autora - Maria Adelaide Amaral é jornalista, escritora e dramaturga. Nasceu na cidade de Porto, em Portugal. Chegou a São Paulo aos doze anos e se instalou com a família no bairro da Mooca. É autora de peças teatrais, novelas e minisséries como A muralha, A casa das sete mulheres e Um só coração.

Ficha Técnica:

O bruxo

Maria Adelaide Amaral

Editora: Globo Livros

200 páginas

Preço: R$ 39,00


The Walking Dead vira romance

postado por Andreia Santana @ 9:47 PM
29 de fevereiro de 2012

Quadrinho foi lançado em 2003 e após conquistar os EUA está virando febre mundial

Dos quadrinhos para uma das séries de TV mais bombadas do momento e da televisão para o formato romance. Essa é a trajetória de The Walking Dead. E o primeiro livro da saga, The Walking Dead: A ascensão do governador, chega às livrarias brasileiras agora em março, pela Record. A obra é co-escrita por Robert Kirkman, autor da graphic novel lançada em 2003 e também produtor da versão televisiva, no ar desde 2010 nos Estados Unidos e desde o ano passado no Brasil. Só falta agora chegar à telona, num longa metragem no melhor estilo the origens, para a invasão zumbi se espalhar com a mesma intensidade da praga que transformou quase toda a humanidade em mortos-vivos canibais.

O livro explora o personagem Governador, déspota sanguinário que comanda a cidade de Woodbury após o apocalipse zumbi, revelando suas origens. Na TV, o Governador só deve dar as caras lá para a terceira temporada. Atualmente, a segunda está em exibição, no canal fechado Fox. Este romance é o primeiro de uma trilogia (o filão parece ainda ter muito fôlego para render cifras milionárias aos seus criadores) e apresenta aos fãs da série na tv um novo núcleo de personagens, mostrando como o Governador se tornou um homem tão cruel e qual a origem de suas atitudes extremas.

A julgar pelo sucesso da série em HQ e na tv, o romance tem potencial para virar bestseller. A graphic novel, inclusive, já é best-seller do New York Times e o seriado também bateu diversos recordes de audiência nos Estados Unidos, recebendo ainda várias indicações ao Globo de Ouro, inclusive de Melhor Série Dramática, uma das categorias mais disputadas da premiação.

Parte do elenco da primeira temporada, com Rick Grimes (o ator britânico Andrew Lincoln) à frente

Sobre a série de TV, o que posso dizer é que a ação está centrada no grupo de sobreviventes a uma hecatombe zumbi liderados por Rick Grimes, policial que acordou de um coma e descobriu que o mundo que ele conhecia até antes de ser hospitalizado, por conta de um tiro recebido em serviço, não existia mais. No início da primeira temporada, os primeiros episódios mostravam o despertar de Rick nesse mundo apolíptico e sua busca incansável para descobrir o paradeiro da esposa e do filho (Lori e Carl). Agora, na segunda temporada, os dramas morais ganham mais contorno, com os sobreviventes sendo testados até o limite em questões como honra, ética e solidariedade, em um mundo onde a sociedade organizada não existe mais e a lei da selva do cada um por sí passa a imperar. A produção é muito bem cuidada e os episódios envolvem o espectador, que se torna cúmplice dos personagens e de seus dramas.

Ficha Técnica:

The Walking Dead: a ascensão do governador

Autores: Robert Kirkman e Jay Bonansinga

Editora Record

364 páginas

Preço: R$ 34,90

 


Romance revive duplo suicídio de Stefan e Lotte Zweig no Brasil de 40

postado por Andreia Santana @ 10:22 PM
9 de fevereiro de 2012

Stefan Zweig fugiu da Europa por causa das perseguições aos judeus e fixou residência no Rio de Janeiro no começo dos anos 40

Para os interessados na história dos anos 40, principalmente no que diz respeito ao nazismo e ao contexto da II Guerra, um dos lançamentos deste mês de fevereiro que parece promissor é o romance Lotte e Zweig (Editora LeYa Brasil), de Deonísio da Silva. O livro une fatos reais e ficção para narrar o que seriam as últimas horas de vida do escritor austríaco Stefan Zweig (autor do emblemático Brasil, país do futuro) e de sua esposa Charlotte Elizabeth. O casal, que desde 1940 morava no Brasil, foi encontrado morto em 1942, em sua casa, em Petropólis. Durante anos especulou-se que foi um caso de duplo suicídio, mas o romance de Deonísio da Silva flerta com a teoria de assassinato.

Zweig foi um dos intelectuais foragidos da Europa por conta do avanço do nazi-fascismo. Antes de morrer, ele deixou uma carta cujo conteúdo revela indíscios de uma depressão profunda e de um desencanto enorme com a humanidade. Relatos sobre a morte do autor dão conta, por exemplo, de que ele teria se desiludido com a alegria esfuziante dos brasileiros – sua morte e de Lotte ocorreram no Carnaval de 42 – enquanto na Europa milhares de pessoas eram vitimadas em campos de batalha ou extermínio.

Brasil, país do futuro é uma espécie de crônica de viagem contemporânea. Na obra, iniciada com pesquisas durante visitas do autor ao país na década de 30, Zweig descreve o Brasil em seus aspectos culturais, econômicos e sócio-políticos, chegando ao detalhismo de mostrar balancetes e estatísticas sobre o crescimento do país e suas perspectivas futuras. O Brasil que ele descreve, porém, é o do Estado Novo e, para muitos críticos do texto, a visão do escritor sobre o país é ingênua e ufanista. Ainda assim, lançada em 1941, durante anos, a obra foi tida como uma das principais fontes de informações sobre o Brasil para os europeus e ainda hoje é uma leitura obrigatória – guardadas as devidas proporções do senso crítico e do contexto da época – para quem pesquisa a história brasileira.

Ficha Técnica

Lotte e Zweig

Autor: Deonísio da Silva

128 páginas

Editora LeYa Brasil

Preço: R$ 39,90


Domingos Pellegrini se inspira na vida de sua mãe em novo romance

postado por Andreia Santana @ 10:09 PM
4 de outubro de 2011

O escritor Domingos Pellegrini, colecionador de pelo menos cinco prêmios Jabuti por seus contos e romances, se inspira na vida de sua mãe no novo livro Herança de Maria, primeiro do autor a ser editado pela LeYa Brasil.

O livro conta a história de Maria através de lembranças, memórias e cartas antigas que o autor encontra em caixas de sapato; além de conversas com quem a conheceu ao longo da vida. Enquanto a Maria retratada na história, aos 80 anos, mantém-se deitada e em coma, o protagonista e alter-ego do escritor, fica ao seu lado no quarto, observando-a, e reconstruindo os fatos marcantes de sua vida.

Recorrendo às lembranças da própria história, o autor terá que decidir se o destino de sua mãe está nas mãos de Deus ou nas suas próprias. Afinal, a mulher que se colocou diante de um soldado e abaixou seu fuzil para defender o filho, merece algo mais grandioso do que viver na inércia de um estado vegetativo.

Ficha Técnica:

Herança de Maria

Autor: Domingos Pellegrini

416 páginas

Editora LeYa Brasil

Preço: 44,90


Prêmio Sesc 2011 abre inscrições

postado por Andreia Santana @ 11:24 PM
30 de junho de 2011

O Prêmio SESC de Literatura lançará na Flip, no dia 9 de julho, e na Academia Brasileira de Letras, dia 13, as duas obras vencedoras da edição de 2010. Os vencedores são o romance  Habeas asas, sertão do céu!, do paraense Arthur Cecim e Contos de Mentira, da gaúcha  Luisa Geisler. Para a edição 2011/2012, as inscrições serão abertas nesta sexta-feira, dia 01 de julho, até 31 de agosto, no site: www.sesc.com.br/premiosesc.

O Prêmio SESC de Literatura é um concurso anual, voltado para escritores inéditos, que publica e distribui obras literárias. Foi criado em 2003 pelo SESC, voltado para a valorização e criação de acessos para novos autores. A iniciativa do SESC se volta para a edição, distribuição e divulgação da obra, ação desenvolvida com o apoio da EDITORA RECORD, que garante não somente uma distribuição eficiente do livro em território nacional, mas também que ele seja editado com um projeto gráfico de qualidade.

Os escritores vencedores entram para o catálogo da Editora e passam a receber os direitos autorais correspondentes à comercialização do livro, além de terem seus livros distribuídos para toda a rede de bibliotecas e salas de leitura do SESC em todo o país e para escritores, críticos literários e formadores de opinião.


Amor para ler

postado por Andreia Santana @ 8:15 PM
9 de junho de 2011

Com a proximidade do Dia dos Namorados, Luz sobre a escrivaninha, com a ajuda das editoras Record, BestBolso e Planeta, deu aquela vasculhada nas estantes em busca de dicas de livros que tenham como tema principal o amor, seja em sua forma lírica ou com muito bom humor e doses generosas de ironia. Para presentear seu objeto de afeto ou mesmo para fazer uma “sessão leitura de casal”, tem dicas para clássicos e pops; teens e para os mais velhos. Aproveita os dias frios, faz uma canequinha de chocolate e arruma um edredon, para ficar mais aconchegante. Caso você esteja momentanemanente sem uma cara metade, vale a leitura, que é sempre um prazer enorme, seja em dupla ou sozinho (a). Personagem para fazer companhia é o que não falta!

E se você também quiser indicar um bom livro de amor, deixe na caixa de comentários que atualizaremos o post.

==========================================

Confira também dicas de filmes: Amor de A a Z

==========================================

Amores infernais

Organização de Meg Cabot

Editora Record

288 páginas / Preço: R$ 32,90

Sinopse: Nos textos de Scott Westerfeld (Feios), Justine Larbalestier (Magia ou loucura), Gabrielle Zevin (Em Outro lugar), Laurie Faria Stolarz (Azul é para pesadelos) e Melissa Marr (Wicked Lovely), não há namoros de portão. Nessa coleção estão reunidas cinco histórias surpreendentes, emocionantes e apavorantes. Histórias que mostram que tudo é possível quando se trata de uma paixão.

Como se vingar de James

Jane Fallon

Editora Record

400 páginas / Preço: R$ 44,90

Sinopse: Diz o ditado que a vingança é um prato que se come frio. Mas nem sempre seu sabor é doce – principalmente se passar do ponto. Autora do best seller Como me livrar de Matthew, que deve ganhar em breve uma adaptação para o cinema, a britânica Jane Fallon – produtora de TV e ganhadora de inúmeros prêmios com as séries This Life, da BBC, e Teachers, do Channel – dosa humor e malícia em seu novo romance, Como se vingar de James.

Liberte meu coração

Mia Thermopolis com ajuda de Meg Cabot

Editora Record

406 páginas / Preço: R$ 39,90

Sinopse: Meg Cabot empresta sua voz a uma das mais carismáticas personagens literárias do mundo teen para criar uma trama divertida sobre desafiar convenções em busca de si mesmo e do amor verdadeiro. Finnula, a caçula de seis irmãs e um irmão, nunca quis ouvir falar em casamento e sempre esteve mais interessada em caçar. Mas agora, para salvar a honra de uma das suas irmãs, ela terá de seqüestrar um cavaleiro rico, que renda um bom resgate. O que ela não esperava é que ele iria se mostrar mais esperto do que ela imaginava, e muito mais atraente também.

Insaciável

Meg Cabot

Editora Record

504 páginas / Preço: R$ 39,90

Sinopse: Depois do sucesso de O diário da princesa – que ganhou as telas em produção da Disney -, Meg Cabot aventura-se com o público mais maduro. Em Insaciável, ela cria um romance repleto de referências ao universo vampiresco. Uma divertida crítica ao modismo que dominou a cena cultural mundial. Aqui, Meena Harper é uma roteirista de novelas que é obrigada pelos diretores da emissora a criar personagens vampiros.

A sonata Kreutzer

Magriet de Moor

Editora Record

176 páginas / Preço: R$ 37,00

Sinopse: A sinfonia é o fio condutor da versão da autora holandesa Magriet Moor para a história de Tolstói. Com apurada percepção musical e admirável sensibilidade, a autora narra a conturbada história de Suzanna e Vlooten. O casal vive um amor de céu e inferno, marcado por crises de ciúme do crítico, que desconfia que sua parceira o trai com o violinista do quarteto. O desespero de Vlooten segue o crescente das notas da sinfonia.

Razão e sensibilidade

Jane Austen

400 páginas / Preço: R$ 15,90

Sinopse: Após a morte de Henry Dashwood, sua esposa e filhas – a sensata Elinor, a romântica Marianne e a jovem Margaret – veem-se subitamente empobrecidas e obrigadas a trocar sua confortável mansão por um pequeno chalé em Barton Park. Enquanto Elinor é controlada e cautelosa, Marianne demonstra abertamente seus sentimentos, recusando-se a adotar a conduta hipócrita que é esperada dela. As irmãs enfrentam grandes desafios em suas vidas amorosas e são forçadas a encontrar o equilíbrio entre razão e emoção antes de conquistarem o verdadeiro amor.

Cartas de amor de mulheres notáveis

Ursula Doyle

Editora Record

176 páginas / Preço: R$ 19,90

Sinopse: Inspirado em um livro lido pela personagem Carrie Bradshaw no filme Sex and the City, Cartas de amor de homens notáveis reuniu algumas das páginas mais românticas escritas por homens como Beethoven, Victor Hugo e Charles Darwin. Agora é a vez de grandes mulheres terem reveladas suas correspondências de amor. Das cartas de Ana Bolena e Emily Dickinson à correspondência pessoal da imperatriz Josefina e da rainha Vitória, esta coletânea reúne algumas linhas românticas de mulheres que entraram para a história.

O jardineiro fiel

John Le Carré

Tradução: Roberto Muggiati

Edições BestBolso

504 páginas / R$19,90

Sinopse: O jardineiro fiel é o 18º romance de John Le Carré em 40 anos de carreira. Aos críticos que previram a extinção do romance clássico de espionagem depois do fim da guerra fria e da queda do Muro de Berlim, o autor vem provando que o mundo oferece solo fértil para uma das mais antigas profissões, a do espião, atividade que tem a ver com as artes da dissimulação, o comportamento secreto, complexos jogos de lealdade e traição, de ideal e ambição. O livro narra a história de Justin e Tessa Quayle. Justin é um diplomata de carreira e jardineiro amador em Nairóbi que sai em busca dos responsáveis pelo brutal assassinato de sua mulher, Tessa, que, embora apareça morta já nas primeiras páginas, vive intensamente ao longo de toda a obra.  O jardineiro fiel é o drama emocionante de um homem enobrecido pela tragédia, uma exploração magnífica do lado cruel do capitalismo conduzida magistralmente por John Le Carré e levada às telas pelo brasileiro Fernando Meirelles.

Pode beijar a noiva

Patricia Cabot (pseudônimo do início da carreira de Meg Cabot)

Editora Planeta

240 páginas / R$ 29,90

Sinopse: Este bem-humorado romance histórico mostra a mudança na vida de uma bela professora desde que seu jovem marido morreu e o assassino deixou uma fortuna em nome dela. Mas sob a condição de que ela se casasse novamente. Em meados do século XIX, Faires, uma minúscula cidade na Escócia, é o local escolhido como lar por Emma e Stuart, jovens recém-casados. Na verdade, não bem uma escolha, mas uma opção de fuga, já que algumas pessoas da família não aprovavam a união.  James, conde e primo rico de Stuart, fica indignado quando sabe dos planos do casal – afinal, ele pretendia ter Emma, dama de uma família londrina, como esposa. Mas, ao cometer a loucura de fugir com Stuart exclusivamente por amor, Emma jamais esperava ficar viúva em tão pouco tempo e sem sequer um vintém, ainda mais em um local isolado. Avisado da morte de Stuart, James viaja em seu lugar até a pequena cidade para convencer Emma a voltar para Londres., mass não demora para descobrir a fortuna de 10 mil libras da viúva e a fila de pretendentes que disputam a mão da bela, jovem – e agora milionária – Emma…

*A arte de amar (dica do leitor Pedro Almeida)

Ovídio

Editora Martin Claret

133 páginas / R$ 9,50

Sinopse: Trata, na verdade, de uma série de três livros do poeta romano Ovídio. Escrito em versos, tem como tema a arte da sedução. Os primeiros dois volumes ensinam aos homens como conquistar o coração das mulheres e manter seu afeto. Já o terceiro, ensina as mulheres como conquistar e manter seus amados.